Marketing em Odontologia

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Você sabe a diferença entre MARKETING e PROPAGANDA?

Uma das maiores confusões que ocorre com empreendedores iniciantes é achar que marketing é a mesma coisa que propaganda. Na verdade, apesar de estarem relacionadas, são áreas de conhecimento separadas.

Marketing é a arte de planejar o antes, o durante e o depois do processo de vendas. Propaganda é uma forma de estimular o cliente a fazer a compra.

O marketing é uma parte da estratégia
A análise de marketing começa muito antes de pensarmos em como fazer uma propaganda persuasiva. O marketing define quem é a empresa, quem é seu cliente, quais os diferenciais dos produtos/serviços, etc.

Como parte de qualquer boa estratégia, o marketing exige a definição de objetivos, priorização de ações e definição de indicadores de sucesso.

A propaganda é uma parte do marketing
Depois que você entendeu profundamente quais são as demandas do seu cliente e como você irá satisfazê-las, existe uma questão um pouco complicada: seu cliente ainda não sabe que você existe.

Para fazer boas vendas, a percepção da sua empresa na cabeça do cliente precisa passar de “Quem é você?” pra “Gostei muito do tratamento que fiz e estou te recomendando para meus amigos!”. É aí que entra a propaganda.

Experimente até achar os melhores canais de divulgação
Existem 2 coisas sensacionais sobre a propaganda:

  1. Você nunca terá certeza absoluta se ela irá alcançar os objetivos do plano de marketing (por isso recomendo sempre testar diferentes formas de propaganda, ver o que está funcionando e investir mais em qual projeto está dando mais retorno)
  2. O que funciona para uma empresa não necessariamente funcionará para outras

Com essas 2 premissas em mente, você precisa ter consciência de que para ser líder do seu mercado é preciso interagir o máximo possível com as pessoas (clientes, fornecedores, parceiros, formadores de opinião do setor, etc.) . Relacionamento é a alma do negócio! E o termo “share of mind” (estar na mente de seu paciente) é que vai fazer a diferença para manter seus pacientes fiéis.

Conforme você ganha experiência sobre o que funciona e o que não funciona, a probabilidade de acertos aumenta muito. Seja um verdadeiro cientista: elabore hipóteses (plano de marketing), faça testes dos diferentes meios de se comunicar com o cliente (propaganda) e revise sua estratégia a partir dos resultados obtidos.

E a publicidade?
Algumas pessoas defendem que a propaganda se refere a propagação de ideias, enquanto a publicidade tem um cunho estritamente comercial.

No Brasil, o CENP (Conselho Executivo de Normas Padrão) considera publicidade e propaganda como sinônimos.

Conclusão
Na prática, não importa muito o nome que você usa e sim se você tem uma boa estratégia e sabe quais os melhores meios para chegar até o seu cliente.

Um exemplo bem interessante de aplicação de uma estratégia de marketing digital é o uso do Facebook para gerar novos negócios. Para se aprofundar no tema, eu recomendo o curso da Camila Porto, que é a maior expert no assunto atualmente: : Facebook Essencial 2.0. Mas não se preocupe, se não quiser investir nessa área por enquanto, vou estar dando algumas dicas de Facebook por aqui 😉